Saiba classificar uma queimadura quanto a profundidade no Concurso de Enfermagem

2 min read

queimadura

Olá, EnfConcurseiro! Você sabe quais são os graus de queimadura?

Se você não sabe ou tem dúvidas sobre o assunto, então este artigo foi feito para você!

Continua comigo pois no final você vai sair sabendo…

  • O que é uma queimadura?
  • O que é uma queimadura de 1° grau?
  • O que é uma queimadura de 2° grau?
  • O que é uma queimadura de 3° grau?

O que é uma queimadura?

As queimaduras são lesões traumáticas que podem ser ocasionadas por diversas causas diferentes, dentre elas podemos citar as causadas por agentes elétricos, térmicos, radiativos ou químicos.

Podemos classificar as queimaduras quanto a profundidade ou a complexidade.

Quanto a profundidade das queimaduras podemos diferenciar através da camada de pele atingida podendo acometer a epiderme, derme, hipoderme e tecidos adjacentes.

Dependendo do grau atingido pela queimadura temos características específicas daquela camada lesionada.

Queimadura de 1° grau

Para dar início as classificações, saiba que as queimaduras de 1° grau são aquelas que acometem a camada mais externa da pele, a epiderme, sendo consideradas de espessura superficial.

Além disso, o contato por curto período com líquidos e objetos quentes e queimaduras solares são as principais causas de queimaduras que atingem somente a epiderme.

São características deste tipo de lesão:

  • Hiperemia
  • Pele quente
  • Descamação
  • Dor
  • Ausência de bolhas
  • Não deixam cicatriz

As queimaduras desta profundidade necessitam de tratamento apenas se atingir uma área significativa da pele, não necessitam de enxerto.

Queimadura de 2° grau

Aquelas queimaduras que atingem a epiderme e a derme em sua espessura parcial ou total são as queimaduras de 2° grau.

Suas principais causas incluem contato com objetos quentes, chamas e escaldaduras.

Aquelas que atingem a epiderme, 1/3 da derme e estruturas que estão presentes nesta camada como glândulas sudoríparas, sebáceas, nervos sensitivos e motores, capilares e folículos pilosos são classificadas como queimaduras de segundo grau superficiais.

São caracterizadas por bolhas de base rósea, dolorosas e úmidas.

Outrossim, essas lesões necessitam de cuidado adequado para que não haja aumento da lesão e possível conversão para espessura total da derme.

Já as queimaduras de segundo grau profundas atingem toda a espessura da derme.

Distingue-se da superficial pois ocorre a destruição de terminações nervosas fazendo com que sejam menos dolorosas.

As feridas são menos avermelhadas podendo apresentar bolhas secas e com fundo esbranquiçado com ou sem necrose aderida.

Normalmente precisam de cirurgia para evitar possíveis deformidades e perda de função.

Queimadura de 3° grau

A queimadura de 3° grau é o tipo de lesão mais grave que encontramos sendo comumente causadas por contato prolongado com objetos quentes, escaldaduras com líquidos muito quentes e combustão de roupas.

Nesta classificação, a lesão se estende por toda a espessura da pele acometendo a epiderme, derme, tecido subcutâneo, anexos cutâneos e podem atingir músculos, fáscias, ossos e tendões quando mais profundas.

Ademais, podem apresentar diferentes aparências sendo mais comum serem brancas, espessas, secas e possivelmente com escaras devido ao tecido desvitalizado.

Apesar da característica ausência de dor devido à destruição de terminações nervosas nesta área vale ressaltar que o paciente pode apresentar variáveis graus de dor já que geralmente temos áreas de queimaduras parciais e superficiais em volta desta lesão.

Este tipo de lesão requer um maior cuidado quanto ao manejo já que existe o risco de alterações hemodinâmicas e arritmias cardíacas.

Existe a necessidade de reabilitação intensiva e enxertia da pele já que não ocorre revitalização nesta área.

Conclusão

Bom, se você chegou até aqui então aprendeu um pouco mais sobre a classificação de queimaduras quanto a sua profundidade.

Eu te mostrei conteúdos mega importantes para você estudar para a sua prova como: o que é uma queimadura, sua classificação quanto a profundidade, principais características e necessidade de tratamento de cada grau.

Mas ainda não é o fim dos seus estudos…Não deixe de se preparar fazendo resumos e mapas mentais.

Além disso, você pode se preparar ainda mais com a nossa mentoria!

Ficou alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!!!

REFERÊNCIAS

National association of emergency medical technicians. PHTLS: Atendimento Pré hospitalar ao traumatizado. 9 ed. Sede mundial. 2021.

CAMPOS, Maria Genilde das Chagas Araújo et al. Feridas complexas e estomias: aspectos preventivos e manejo clínico. João Pessoa: Ideia, 2016.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.