Saiba como funciona o acolhimento humanizado da pessoa idosa

2 min read

Olá, EnfConcurseiro! Você está estudando para concurso ou residência e ainda não sabe como funciona o acolhimento humanizado da pessoa idosa?

É…No início é normal termos dúvidas sobre esse assunto, então eu fiz este artigo para te explicar direitinho como funciona esse processo!

Você já pegou papel e caneta? Então vamos juntos aprender!

Se você permanecer comigo até o final você vai sair sabendo…

  • O que é acolhimento?
  • O que você deve se atentar ao fazer o acolhimento humanizado do
    idoso?
  • Quais as características do processo de trabalho das equipes que
    proporcionam tornar o atendimento humanizado?
  • Como é feita a comunicação com a pessoa idosa?

O que é o acolhimento da pessoa idosa?

Qual a diferença entre o cuidador de idoso, acompanhante de idosos e o  enfermeiro de idoso?

O acolhimento tem como objetivo receber a todos os que procuram o serviço de saúde dando-lhes a devida atenção, ouvindo suas necessidades e
pactuando respostas junto aos usuários.

Assim, o acolhimento não é um local nem um horário específico, mas sim uma ação contínua de mudança da relação entre o profissional de saúde, o usuário e sua rede social.

Ele deve funcionar como um compartilhamento de saberes e possibilidades.

Acolhimento humanizado da pessoa idosa

Para o Acolhimento Humanizado da Pessoa Idosa existem algumas coisas que você deve ficar atento.

Vejamos abaixo:

  • Estabelecer uma relação respeitosa, considerando que, com a experiência de toda uma vida, as pessoas se tornam em geral mais sábias, desenvolvem maior senso de dignidade e prudência e esperam ser reconhecidas por isso;
  • Partir do pressuposto de que o idoso é capaz de compreender as perguntas que lhe são feitas ou as orientações que lhe são fornecidas, nunca se dirigindo primeiramente a seu acompanhante;
  • Chamar a pessoa idosa por seu nome e manter contato visual, de preferência, de frente e em local iluminado, pois pode haver possível declínio visual ou auditivo;
  • Utilizar uma linguagem clara, evitando-se a adoção de termos técnicos que podem não ser compreendidos (BRASIL, 2007).

Além disso, existem algumas características do processo de trabalho das equipes que proporcionam tornar o atendimento humanizado:

  1. Atenção continuada ou longitudinalidade
  2. Visita domiciliar

Comunicação com a pessoa idosa

Enfermeira, conversa, homem velho, e, mulher | Foto Premium

Em todo processo comunicativo existe uma forma, uma maneira a ser utilizado.

Não tem como você falar inglês com alguém que só fala português esperando que haja sucesso nessa comunicação.

Desta forma, para cada idioma, para cada idade há um tipo de linguagem a ser utilizado, há um modo que facilita ou dificulta a comunicação.

Com os idosos não é diferente. Temos que ter um modo correto ao falarmos com ele para que a comunicação seja efetiva.

Atente-se para as dicas:

  • Usar frases curtas e objetivas.
  • Chamar pelo próprio nome ou da forma como ele(a) preferir.
  • Evitar infantilizá-la utilizando termos inapropriados como “vovô”, “querido”, ou ainda, utilizando termos diminutivos desnecessários (“bonitinho”, “lindinho” etc).
  • Perguntar se entendeu bem a explicação, se houve alguma dúvida.
  • Repetir a informação, quando essa for erroneamente interpretada, utilizando palavras diferentes e, de preferência, uma linguagem mais apropriada à sua compreensão.
  • Falar de frente, sem cobrir sua boca, e não se virar ou se afastar enquanto fala.
  • Aguardar a resposta da primeira pergunta antes de elaborar a segunda, pois a pessoa idosa pode necessitar de um tempo maior para responder.
  • Não interromper a pessoa idosa no meio de sua fala, demonstrando pressa ou impaciência. É necessário permitir que ele conclua o seu próprio pensamento.

Conclusão

Bom, se você chegou até aqui então aprendeu um pouco mais sobre o
acolhimento humanizado da pessoa idosa.

Eu te mostrei qual é o objetivo do acolhimento, o que fazer no acolhimento humanizado do idoso, as características do processo de trabalho das equipes que proporcionam tornar o atendimento humanizado e a comunicação com a pessoa idosa.

Mas ainda não é o fim dos seus estudos… Não deixe de se preparar resolvendo questões.

Além disso, você pode se preparar ainda mais com a nossa mentoria!
Ficou alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários!!!

REFERÊNCIAS

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2007

Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa: políticas, programas e rede de
atenção à saúde do idoso/Camila Carvalho Amorim; Fabrício Silva Pessoa
(Org.). – São Luís, 2014.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.